Partilhar

Viajar pelo Brasil de bicicleta - 7 dicas

 
Por Tamires Criscio. Atualizado: 3 outubro 2017
Viajar pelo Brasil de bicicleta - 7 dicas

A cada dia que passa, novas ideias e tendências surgem e algumas delas são a cicloviagem e o cicloturismo. Ambas consistem em fazer uma viagem a passeio usando uma bicicleta. Para os adeptos às pedaladas, esse tipo de viagem pode ser um novo desafio. Mas, é preciso tomar alguns cuidados devido ao alto desgaste desse tipo de viagem. Pensando nisso, o umCOMO separou 7 dicas para viajar pelo Brasil de bicicleta. Sua viagem vai ficar muito mais fácil com elas e com certeza você vai ficar com muita vontade de sair pedalando por aí.

1. Tenha uma boa bicicleta

O Brasil é um país de estradas, são quase 2 milhões de quilômetros para se andar. Tem rotas por todos os estados e que refletem a grandeza e a beleza da nossa nação. Em um cicloviagem pelo Brasil há muitas paisagens bonitas para se ver. Por isso, esse tipo de viagem e turismo só cresce no país. Apesar de novo e ainda desconhecido, há cada dia ganha mais adeptos à esse estilo de vida.Para começar a viajar de bicicleta pelo Brasil, você precisará de uma boa bicicleta. Escolha um modelo bastante resistente e de boa qualidade, pois, ela não poderá te deixar na mão. Existem vários tipos de bicicletas para viagem longa. As melhores são as de asfalto, como também as de montanhas. O investimento nesses tipos de bicicleta são altos, mas vale a pena.

Veja também: Viajar pelo Brasil de ônibus - dicas essenciais

2. Garanta um bom equilíbrio para a bicicleta

Você precisará garantir que a bicicleta esteja bem equilibrada, ou seja, terá que distribuir bem o peso tanto no alforjes dianteiro como traseiro, além disso, não exagere na bagagem das costas. Você tem que estar leve para conseguir pedalar bem e também para não derrubar a bicicleta.

O que levar na sua cicloviagem

Como dito acima não é legal ficar levando muito peso, separamos algumas das coisas que devem estar em sua lista para levar na viagem:

  • 1 kit de ferramentas para bikes
  • 1 kit de remédios para primeiros socorros
  • 1 campainha
  • 1 sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais
  • 1 espelho retrovisor
  • 1 capacete
  • 1 mochila com suas roupas e objetos pessoais leve
  • 1 capa de chuva
  • Mantimentos (a quantidade ideal até a primeira parada para reabastecimento)
  • 1 Garrafa de água
  • E outros equipamentos para andar de bicicleta: capacete, luvas, óculos...

3. Prepare-se antes da viagem

Você precisará fazer um bom preparo antes de sair para a viagem, nesse preparo inclui seu condicionamento físico e mental como também a revisão completa de sua bicicleta. Uma viagem desse tipo traz diversos desafios, entre eles: desgastes físicos e instabilidade emocional.

Preparo físico para uma cicloviagem

  • Ande todos os dias pequenas rotas de bicicleta em sua cidade
  • Pratique caminhada acelerada ou corrida moderada para criar maior resistência
  • Tenha uma alimentação saudável e boa ingestão de água
  • Regule o seu sono e durma no mínimo 8 horas
  • Se você toma alguma medicação específica, converse com o seu médico sobre o seu plano de viagem

Preparo mental para uma cicloviagem

  • Já vá se imaginando na viagem, pense em como serão os seus dias e as suas noites sem o conforto de sua casa e de suas coisas.
  • Faça um curso de primeiros socorros, dessa maneira você saberá como lidar em caso de emergência.
  • Converse bastante com amigos e familiares sobre os seus planos de viagem, suas preocupações e expectativas, tem um bom suporte emocional pode te ajudar a conseguir completar a sua viagem com mais confiança e tranquilidade.

Preparo da bicicleta para viagens longas

  • Leve sua bicicleta para um especialista que possa verificar todas as suas condições para a viagem, ela tem que estar em um bom estado para não te deixar na mão.
  • Faça um curso para aprender reparar a sua bicicleta em caso de necessidade
  • Troque eventuais peças que não estejam em bom estado.
Viajar pelo Brasil de bicicleta - 7 dicas - 3. Prepare-se antes da viagem

4. Comece aos poucos

Quando você se sentir preparado para a viagem, vá começando aos poucos, não queira correr percorrer grandes distâncias no começo. Vá devagar e aumente gradativamente de uma viagem para outra. Faça primeiro viagens curtas, depois médias para aí partir para uma mais longa.

5. Estude o roteiro

Quando você já estiver preparado, você vai precisar estudar bem o seu roteiro, veja as principais rotas boas para ciclistas, pontos de paradas, como hospedagem e alimentação e de assistências médica e mecânica. Se a rota for muito perigosa, analise rotas alternativas. Você deverá fazer a rota primeiro de carro ou de ônibus e verificar todos os problemas que poderá enfrentar para assim ir bem preparado.

Roteiros de bicicletas em Minas Gerais

A região do Brasil que apresenta diversas rotas de cicloviagem é o estado de Minas Gerais, entre as rotas mais conhecidas, estão:

Rota fácil - Serra da Canastra: Essa rota dá acesso à reservas ecológicas com piscinas de água termal quente, cachoeiras e mirantes. Há também muitas ofertas de acampamentos. Essa região é perto de Belo Horizonte e pode ser percorrida em um a dois dias.

Rota média - Caminho da Luz: Essa rota é mais longa de tem em torno de 200km, começa na cidade de Tombos e termina em Alto Caparaó. Os caminhos são de estrada de terra cortando muitas cidades e com belas paisagens naturais. Todo o trajeto pode ser percorrido em 4 dias.

Rota difícil - Estrada real: Essa rota já é bem maior, com mais de 1600kms. Essa estrada passa por muitos parques ecológicos tanto estaduais como nacionais, além disso dá acesso a cidades charmosas com bons restaurantes e há dezenas de cachoeiras.

6. Procure grupos de apoio

Como o cicloturismo é um tipo de turismo novo e bastante específico, busque por grupos de apoio para trocar experiências e informações. Hoje em dia há diversos apps, grupos no Facebook e sites para ciclismo, cicloviagem e cicloturismo os que mais se destacam no segmento são Até onde deu para ir de Bicicleta e o Clube de Cicloturismo do Brasil.

7. Cicloviagem sozinho, uma viagem para experientes

Se você é iniciante não é recomendável fazer uma cicloviagem sozinho, encontre um grupo que possa participar e realizar essa aventura junto com você. Você precisa de experiência para fazer uma viagem assim, somente depois de algumas viagens acompanhado, parta para a solitária.

Hoje em dia existem até mesmo agências de viagem que fazem esse tipo de viagem, o que pode ser uma opção para ir pegando o jeito. Se for sozinho, lembre-se de sempre ir avisando familiares e amigos de suas paradas e seus percursos. Essa é a recomendação principal.

Prós e contras do uma viagem de bicicleta

Vantagens

Quando você faz esse tipo de viagem há algumas vantagens, entre elas:

  • Poder viajar no seu ritmo, fazendo as coisas com calma e sem pressa de chegar ao local desejado.
  • Poder ir parando em cidadezinhas e desfrutar de lindas paisagens.
  • Aprender novas habilidades através dos desafios diários enfrentados.
  • Conhecer novas pessoas tanto ciclistas como outros viajantes e moradores das cidades que passar.
  • Tirar muitas fotografias e ter retratos de todas as etapas da viagem.
  • Escrever um diário da viagem e ter memórias para reler e mostrar após a conclusão da viagem.
  • Ter uma experiência super aventureira e diferente, com muitas histórias para contar para amigos e familiares.
  • Conhecer de verdade outras culturas, não só de ler ou ouvir falar, mas de realmente vivenciar como outras pessoas vivem.
  • Se tornar uma pessoa melhor por ter contato com novas experiências e aprender mais sobre suas qualidades e defeitos e também sobre como superar desafios.
  • Ter mais gratidão pela vida, por ser capaz de se locomover usando a força do seu corpo, por ter acesso a linda paisagens, e poder viver experiências diferentes.

Desvantagens

Quando você faz esse tipo de viagem há também algumas desvantagens, entre elas:

  • Enfrentar climas difíceis com possibilidade de muito sol, chuva, calor e frio.
  • Se deparar com mosquitos e outros animais silvestres perigosos.
  • Lidar com carros, caminhões e motos.
  • Lidar com cansaço e fadiga extremos.
  • Talvez, ter que lidar com problemas na bicicleta e ter que consertá-la ou até mesmo que abandonar a viagem.
  • Ter pouco contato com as pessoas que deixou para trás, e ter que lidar com sentimentos de saudade e preocupações.
  • Enfrentar grandes morros e ladeiras, os quais poderá que tentar mais de uma vez para conseguir subir.
  • Ter que ficar pedalando por muitas horas no mesmo dia até encontrar um ponto de parada.
  • Possibilidade de se machucar ou sofrer um acidente.
  • Risco de ser roubado ou perder sua bicicleta.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Viajar pelo Brasil de bicicleta - 7 dicas, recomendamos que entre na nossa categoria de Viagens.

Escrever comentário sobre Viajar pelo Brasil de bicicleta - 7 dicas

O que lhe pareceu o artigo?

Viajar pelo Brasil de bicicleta - 7 dicas
1 de 2
Viajar pelo Brasil de bicicleta - 7 dicas

Voltar ao topo da página