menu
Partilhar

O que é ser otaku

 
Por Juliana Ribeiro. 1 abril 2022
O que é ser otaku

Se você é fã da cultura japonesa e gosta de ler quadrinhos de mangá e anime, a palavra “otaku” certamente é muito familiar para você. Se não for esse o caso, você também já viu de vez em quando pessoas que, seja em convenções ou eventos, se encontram e se vestem como seus personagens favoritos de séries e livros japoneses. Sem dúvida, o fanatismo gerado pelo mangá e pela cultura japonesa é algo que para uma parte da sociedade ocidental é intrínseco e para outra de difícil compreensão.

Por isso, se você não conhece muito bem o significado do termo "otaku", neste artigo do umCOMO vamos tratar disso. Além de esclarecer essa questão de terminologia, vamos nos concentrar em descobrir o que é ser otaku no Japão e todas as conotações que possa ter em seu país de origem. Você também pensará duas vezes antes de mencionar esse termo novamente.

Também lhe pode interessar: Como é o alfabeto Morse

O que significa otaku

Você está se perguntando o que é otaku? Pois bem, a cultura japonesa chegou ao Ocidente de uma forma muito poderosa, por isso, há muitas pessoas que ficaram viciadas nas histórias e desenhos que trouxeram do Oriente através de mangás e animes.

Em linhas gerais, a palavra "otaku" se espalhou como um termo usado com fãs que vivem histórias de mangás e animes de forma muito intensa, conhecendo os diálogos de cór e até se fantasiando de seus personagens favoritos em convenções feitas todos os anos, como a "Expomanga". Nesses tipos de eventos, os chamados "otakus" se fantasiam de seus personagens favoritos, reúnem-se com amigos e participam de conferências e festivais temáticos sobre suas histórias e quadrinhos favoritos.

Usando um termo mais popular, otaku seriam os "geeks" da cultura japonesa. Algo que alguns anos atrás poderia ter sido um insulto, porém, graças à globalização, tornou-se cada vez mais difundido e normalizado. Assim, uma das características pelas quais os otakus são definidos é que, fora de seus encontros e gostos, em seu cotidiano não apresentam nenhum traço especial em suas roupas, penteado ou estilo. No entanto, eles estão sempre atualizados com as últimas tendências em mangás e animes, eles concentram a maior parte de seu tempo livre e lazer nisso.

O que é ser, realmente, um otaku de mangá e anime

Você quer saber a definição de otaku no Brasil e no resto do mundo? Bem, apesar de no Ocidente esse termo já ser generalizado e aceito por boa parte do povo, no Japão ele tem um significado muito mais forte e é conveniente conhecê-lo. Você deve saber que a sociedade japonesa é muito trabalhadora e não concebe que as pessoas não se dediquem totalmente a serem produtivas.

Seguindo essa concepção, ser um otaku no Japão é bastante desaprovado e o termo é considerado mais um insulto ou uma forma pejorativa, já que descreve uma pessoa tão obcecada por esses tipos de histórias que não pensa em mais nada. São pessoas que chegam a ser consideradas como "preguiçosas".

No Japão, de onde se originam os mangás e animes, existem milhares de pessoas que leem e assistem a este tipo de histórias e criações. No entanto, eles chamam com o termo "otaku" pessoas que vão um passo além e, segundo eles, passam a viver "em outro mundo". Portanto, otaku no Japão é um termo bastante ruim e, se você estiver na ilha japonesa, não será no bom sentido quando você ouvir essa palavra. No entanto, é verdade que ao longo do tempo a cultura do mangá e do anime cruzou o oceano com mais força, portanto, esses tipos de fãs começaram a ser vistos de uma maneira muito mais suave em seu país natal, mesmo assim, não é algo que gere admiração.

O que é ser otaku - O que é ser, realmente, um otaku de mangá e anime

Ser um otaku é ruim ou não?

Não se pode confirmar com certeza se ser um otaku é bom ou ruim. Tudo vai depender de quem diz e como diz. Por um lado, existe atualmente uma grande comunidade que orgulhosamente se proclama otaku e defende essa arte gráfica e sua história. Por outro lado, muitas pessoas continuam a usar esse termo de forma desdenhosa e pejorativa, e ainda não entendem o desejo por esse estilo de vida.

A verdade é que, seja bom ou ruim, a comunidade otaku conseguiu criar um grande nicho para si na sociedade e gerou uma infinidade de eventos, festivais e concursos nos quais participa e onde pode gerar sua própria linguagem e gostos. Finalmente, como qualquer outra comunidade de fãs, a base é ser e tratar o entorno com respeito.

Se você quiser aprender mais sobre o mundo otaku, primeiro você pode ser esses artigos sobre Como fazer um anime e Como ler mangá no meu Kindle.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é ser otaku, recomendamos que entre na nossa categoria de Ciência.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
O que é ser otaku
1 de 2
O que é ser otaku

Voltar ao topo da página