Partilhar

Como identificar selos raros

Por Perla Rossetti. Atualizado: 2 novembro 2017
Como identificar selos raros
Imagem: Fine Art America 

Os selos contam a história da humanidade. Alguns deles valem milhões, enquanto outros não. Há até investidores desse tipo de ativo. Mas para ser um colecionador com exemplares importantes é preciso familiarizar-se, estudar as imagens e suas origens. Veja em umComo.com.br todos os segredos e como identificar selos raros.

Também lhe pode interessar: Como vender dinheiro antigo

Estude as imagens e a história

Um bom colecionador de selos raros é uma verdadeira enciclopédia de fatos históricos que foram impressos nesses pequenos pedaços de papel. Por isso, procure livros de história e fatos da humanidade memoráveis a ponto de serem guardados.

Se você já possui alguns selos, observe se existem defeitos visíveis ou marca de cancelamento, e se a peça ainda preserva a cola original. Em caso positivo significa que o selo provavelmente não foi usado e está em perfeito estado. O que aumenta seu valor. Mas para ser raro ainda é preciso um pouco mais.

Pesquise bibliotecas on-line

Um meio de aumentar seu repertório para reconhecer selos raros é pesquisar on line na Biblioteca de Selos. Lá você encontra as emissões mais famosas e raras em todo mundo, desde a época em que Rowland Hill criou o famoso Penny Black, em 1840.

O mais famoso e caro de todos é o Three-Skilling Yellow. Vendido num leilão em Genebra, na Suíça, alcançou valor recorde superior a 1,82 milhões de euros, algo em torno de R$ 4,32 milhões.

Assim, para identificar um selo raro, verifique se ele possui data de impressão. Quanto mais velhos e em menor quantidade, mais raros eles são.

Corte e erros também definem raridade

Erro de impressão, na posição contrária, por exemplo, valorizam o selo como uma raridade. O quanto ele é único também é conferido pela forma como ele foi cortado, pelo carimbo, como foi retirado do envelope, e até a folha utilizada.

Alguns dos selos mais valiosos foram impressos na cor errada ou sem o valor de face. Foi o que aconteceu com o Three-Skilling Yellow, emitido em 1855 na Suécia. Seu aparecimento foi acidental. Sua cor normal era verde, enquanto um outro selo, o Eight-Skilling era amarelo, mas, graças à troca de placas de impressão, ele saiu com a cor trocada e foi o único exemplar impresso em amarelo.

Outro caso foi o do Blue Pence, um dos selos mais raros da história. Emitido nas Ilhas Maurícias a pedido da Irlanda e Grã-Bretanha em setembro de 1847, vale aproximadamente R$ 2.079 milhões. Ele ficou conhecido por ter sido vendido com a gravação “Post Office”, que significa “Correios”, em vez de “Post Paid”, que seria “Selo Pago”.

Procure especialistas em filatelia e torne-se membro de clubes

Quem mais sabe identificar selos antigos e raros e como precificá-los são especialistas em filatelia. Você também pode procurar por um Merchand em galerias arte. O mais importante é que ambos os profissionais sejam renomado nesta área específica, pois ele deve certificar a autenticidade e avaliar as condições do selo.

Como é um mercado pequeno e pouco regulado no mundo, não há um preço fixo estabelecido mesmo para selos raros.

Para encontrar e aprender sobre selos com outros colecionadores associe-se a um clube filatélico. Os Correios oferece uma lista deles em diferentes estados no Brasil.

 

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como identificar selos raros, recomendamos que entre na nossa categoria de Ciência.

Conselhos
  • Nem todo selo antigo é raro. Uma série de outros fatores ainda fazem parte da análise de autenticidade e só um especialista com equipamentos adequados pode identificar a raridade de seu exemplar.

Escrever comentário sobre Como identificar selos raros

O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
Luiz Danin Roso Danin
Eu tenho 1100 selos raros. como é pra mim divulgar
João Vicente
Tenho uma coleção de selos e algumas moedas e tenho interesse de vende-los, onde posso avaliar para vender aqui em Fortaleza /CE ?
A sua avaliação:
edson pereira de novais
Excelente materia era o que procurava preciso me aprimorar sobre essas raridades filatelicas e gostaria de receber o maximo de imformacoes sobre o assunto e se posivel numismatica tambem tenho muitas pecas importantes a ser estudadas a fundo obrigado por esta luz.
Editor umComo.com.br
Oi Edson! Que bom saber que as dicas foram do seu agrado! Muito obrigada pelo seu comentário e continue acompanhando a nossa página :)
A sua avaliação:
Michelle
Ola, possuo 2 selos e gostaria de verificar o valor deles. Pode me indicar algum contato para analise. Obrigada.

Como identificar selos raros
Imagem: Fine Art America 
Como identificar selos raros

Voltar ao topo da página