Partilhar

Como levar remédios no avião

Por Carla Fernandes. Atualizado: 21 setembro 2017
Como levar remédios no avião

Se vai de férias ou em trabalho para outro país previna-se dos imprevistos relacionados com a saúde que podem estragar a sua viagem. Tal como no dia a dia você está sujeito a apanhar uma gripe forte, uma dor de cabeça, torcer o tornozelo ou comer algo estragado. Leve a sua pequena farmácia com a quantidade necessária de medicamentos básicos ou se você é dependente de algum medicamento, o transporte deste é uma necessidade por isso confira o artigo do umComo em que lhe explicamos como levar remédios no avião.

Também lhe pode interessar: Que medicamentos posso levar no avião?
Passos a seguir:
1

Antes de embarcar, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda que procure saber junto das embaixadas ou consulados do pais de destino sobre os medicamentos permitidos e os que eles restringem em termos de tipos e quantidades de medicamentos estrangeiros.

Para não correr o risco de perda de medicamentos essenciais é importante que os leve na sua bagagem de mão, depois de os despachar a sua bagagem poderá extraviar-se e você vai acabar por ficar sem eles em um país estrangeiro. A compra do medicamento pode implicar receita e para isso você terá de marcar e ir a uma consulta. A solução para a perda de medicamentos durante a viagem consiste numa lista com o seu grupo sanguíneo e outros dados da sua história clinica, a dosagem dos medicamentos prescritos e as suas designações genéricas (nome reconhecido internacionalmente) que poderá adquiri junto do seu médico. Para poder receber tratamento ou adquirir medicamentos no estrangeiro é necessário que tenha o documento designado para isso.

2

Transporte uma dose e meia ou duas vezes a dose normal de medicamentos pois os voos por vezes sofrem alterações de rotas ou podem atrasar a partida, é necessário que tome atenção a estes imprevistos.

Na hora da passagem pela inspeção de segurança (momento do raio-x) apresente os medicamentos e as respetivas receitas. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) recomenda que os remédios sejam mantidos nas embalagens originais e que a quantidade transportada, seja a quantidade necessária para toda a estadia fora do pais.

Como levar remédios no avião - Passo 2
3

Medicamentos Isentos de Prescrições

Estes medicamentos são livres e podem ser levados ou trazidos desde que cumpram as especificações impostas e sejam apenas para uso pessoal do passageiro.

Medicamentos controlados

Estes medicamentos - Tarja vermelha e preta - podem ser levados e trazidos na bagagem do passageiros desde que acompanhados por uma prescrição médica e respeitem igualmente os critérios de transporte e acondicionamento e apenas a quantidade necessária para o uso durante a estadia.

  • Tarja vermelha

Esta tarja indica que os medicamentos exigem a apresentação de uma prescrição impressa em papel branco e ser retida pelo farmacêuticos.

Os medicamentos com traja preta são considerados os de maior controle porque interferem no sistema nervoso central podendo causar dependência física ou psíquica. A venda é apenas permitida com a apresentação da receita médica azul e também ficará retida na farmácia.

Peça também ao seu médico uma versão em inglês ou francês da prescrição, com o número de caixas ou cartelas, tanto para os medicamentos controlados como para os livres se forem em grande quantidade pois poderá sofrer uma fiscalização sanitária.

Como levar remédios no avião - Passo 3
4

Medicamentos contínuos

Se vai ter um voo com diversos fusos horários aconselhamos que consulte o seu médico pois pode causar perturbações nas tomas de medicação com intervalos regulares.

Passageiros diabéticos deverão trasportar a insulina e outros líquidos necessários na sua bagagem de mão mas na quantidade necessária para a viagem e junto da receita médica da mesma com a especificação da quantidade autorizada. Para os medicamentos injetáveis o processo é o mesmo, as agulhas devem estar bem embaladas em recipientes lacrados e serem apresentadas aos fiscais de segurança acompanhadas da receita. O transporte de objetos perfuro-cortantes a bordo não é permitido em casos normais.

Como levar remédios no avião - Passo 4
5

Farmacinha

Para a sua mini farmácia não precisa de receitas mas deverá ter atenção aos líquidos levados na bagagem de mão com limite de 100 ml por frasco. Coloque-os num necessaire transparente de 20 x 20 centímetros assim como todos os cremes, pastas e sprays que você não despachar. Tome atenção para não exceder 1 litro.

Recomendamos que leve para qualquer viagem , dentro ou fora do país um remédio para:

  1. dor de garganta
  2. gripe
  3. diarreia
  4. dor de estômago
  5. má digestão
  6. enjoo
  7. dor de cabeça
  8. febre e cólicas
  9. Termômetro

Dica: Acesse também esse artigo para saber como levar medicamentos no avião.

Como levar remédios no avião - Passo 5
6

Agora que já sabe como levar remédios no avião recomendamos a leitura dos seguintes artigos:

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como levar remédios no avião, recomendamos que entre na nossa categoria de Viagens.

Escrever comentário sobre Como levar remédios no avião

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Fatima Rodrigues
Posso levar a pílula na minha viagem para a Alemanha

Como levar remédios no avião
1 de 5
Como levar remédios no avião

Voltar ao topo da página