menu
Partilhar

Brincadeiras de origem indígena

 
Por Yasmin Fonseca. 4 agosto 2021
Brincadeiras de origem indígena

O Brasil é um país extremamente diverso quando o assunto é cultura, assim, por vezes é até difícil para nós, que somos daqui, saber exatamente de onde veio um costume específico que temos o que também envolve a origem de expressões, alimentos etc. Ainda que isso seja muito positivo, afinal, a diversidade cultural é algo que nos engrandece como seres humanos, por vezes acabamos por não dar os devidos créditos a criações, principalmente quando se trata daquelas de origem africana ou indígena, povos extremamente relevantes para a construção da cultura nacional.

Aliás, você sabia que uma das áreas nas quais encontramos legados desses povos é em brincadeiras infantis, daquelas que quase todo mundo já brincou quando era criança? Pois é sobre isso que falaremos aqui. Quer descobrir algumas dessas brincadeiras de origem indígena e como colocá-las em prática? Continue lendo este artigo do umCOMO.

Também lhe pode interessar: Salada mista: brincadeira

Peteca

Originária do Centro-Sul brasileiro, a peteca é uma brincadeira presente e praticada no Brasil há séculos. Em razão de sua popularidade, afinal, não existe quem não a conheça, essa é uma das brincadeiras de origem indígena bastante legal de praticar com crianças para as introduzir às culturas nacionais, ainda mais se pensarmos no fato de que boa parte dos elementos dessas culturas que estão presentes na nossa vida contemporânea não levam os devidos créditos, ou seja, não são conhecidos por todos como parte da cultura nativa.

Como você já deve saber, a peteca é um brinquedo adornado com plumas e com o qual devemos brincar sem deixarmos que caia no chão, assim, o jogador ou time que a derrube acaba perdendo. Ainda que, de origem, a peteca fosse feita com materiais encontrados na natureza, existem opções de fazê-la em casa, com materiais fáceis de se encontrar. Para descobrir como, veja como fazer uma peteca.

Arco e flecha

O arco e flecha não foi originalmente feito para ser uma brincadeira, mas sim uma arma cuja função é a caça, tanto de animais terrestres quanto de peixes que nadam em pouca profundidade. Ainda que esse não tenha sido o objetivo original da criação do objetivo, ele, por vezes, é utilizado para brincar, aliás, o arco é flecha é até mesmo um dos esportes disputados nas Olimpíadas.

Quando transformado de objeto de caça em artigo esportivo, o arco e flecha deve ser utilizado de forma que os jogadores têm um alvo que deve ser acertado pela flecha, assim como no tiro ao alvo. Por envolver uma flecha pontuda e cortante, o ideal é que essa brincadeira seja realizada em espaços abertos, sem que haja quem possa ser acidentalmente atingido.

Se você se interessa pela brincadeira e quer melhorar suas habilidades em acertar a flecha no alvo, veja como começar a praticar arco e flecha.

Cabo de guerra

Esta também é uma brincadeira bastante conhecida e que, atualmente, é praticada principalmente em gincanas, sejam aquelas de escolas ou de acampamentos de férias. A lógica do cabo de guerra é colocar dois times, um de cada lado da corda, para puxá-la, o time que conseguir derrubar o oponente apenas na força é o vencedor.

Para deixar a brincadeira mais divertida, é muito comum que coloquemos um lamaçal entre ambos os times, afinal, o perdedor acabará caindo e se sujando, dando mais motivação para a vitória.

Corrida do Saci

O Saci Pererê é uma das figuras folclóricas mais conhecidas do Brasil, sendo ele um menino que perdeu umas das pernas e que anda por aí fazendo traquinagens. É muito comum que pessoas mais idosas que moram em cidades interioranas até os dias de hoje tenham histórias que envolvam o Saci, relatando alguma das travessuras que ele andou fazendo em fazendas e sítios.

Já que a marca mais conhecida do Saci é não ter uma das pernas, a Corrida do Saci consiste em uma competição na qual todos devem correr apenas com uma perna, tendo a outra presa. Ganha aquele competidor que chegar primeiro à marca final.

Jogo da onça

O jogo da onça, ao contrário dos outros apresentados acima, é feito com um tabuleiro composto por formas geométricas na ponta das quais deve-se colocar "peões", que representam cães, sendo que um deles, o central da terceira linha representa uma onça. Para jogar, você deverá formas duplas, sendo que um dos jogadores será os cães, enquanto o outro será a onça. O objetivo dos cães é cercar a onça até deixá-la sem saída, fazendo movimentos como os do jogo de damas.

Lembre-se de que, por se tratar de um jogo de origem indígena e bastante antigo, esse tabuleiro pode ser feito com materiais simples e naturais, sendo assim, não se preocupe em ter que desembolsar muito dinheiro para fazer algo caro.

Para ter um tabuleiro, você deverá comprá-lo ou fazê-lo em casa para jogar. Entretanto, já que é algo simples, é possível até mesmo fazê-lo em uma folha de papel, bastando reproduzir o desenho abaixo fazendo uso de uma régua.

Brincadeiras de origem indígena - Jogo da onça

Outros jogos

Acima vimos as mais conhecidas brincadeiras de origem indígena. Entretanto, como você deve saber, a cultura dos povos nativos é bastante vasta, afinal, existiam diversos povos que habitavam o espaço hoje considerado brasileiro.

Caso você tenha se interessado pelo assunto e queira conhecer outras brincadeiras de mesma origem, veja uma lista abaixo com nomes de brincadeiras indígenas, valendo procurar seus detalhes e regras tanto pela diversão quanto pelo conhecimento cultural:

  • Tobdaé
  • Gavião e passarinhos
  • Ta
  • Heiné Kuputisü
  • Cabas-Maë
  • Sol e lua
  • Melancia
  • Toloi Kunhügü
  • Perna de pau
  • Ikindene
  • Arranca mandioca

Gostou de saber quais são as brincadeiras indígenas? Outro legados que indígenas nos deixaram foram os conhecimentos acerca da medicina natural, ou seja, de plantas que têm propriedades medicinais e que, por vezes, podem até mesmo substituir remédios produzidos pela indústria farmacêutica e que têm efeitos colaterais muito negativos.

Uma dessas plantas é a marapuama, originária da Floresta Amazônica e que tem a capacidade de aumentar a disposição, melhorar a memória, ajudar no tratamento contra a depressão, etc. Se quiser saber outras vantagens desta planta, veja quais os benefícios da marapuama e faça ótimo uso dos conhecimentos dos nossos ancestrais.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Brincadeiras de origem indígena, recomendamos que entre na nossa categoria de Brincadeiras e jogos.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Brincadeiras de origem indígena
1 de 2
Brincadeiras de origem indígena

Voltar ao topo da página